Nossa Origem


Em 1997 a Baronesa Philippine de Rothschild, Presidente da Diretoria de Assessoria da Baron Philippe de Rothschild S.A., e o senhor Eduardo Guilisasti Tagle, Presidente de Vinícola Concha y Toro S.A., fecharam um acordo com a visão de criar um vinho Premium Franco-Chileno excepcional, chamado Almaviva.

Produzido sob a supervisão técnica em conjunto com ambos os sócios, a primeira colheita foi imediatamente um sucesso internacional, logo após seu lançamento no mercado em 1998.

A Etiqueta


O nome Almaviva, apesar de soar espanhol, vem da literatura clássica francesa: O Conde de Almaviva, o herói das bodas de Fígaro, a famosa comédia de Beaumarchais (1732-1799). Mais tarde seria transformada em uma ópera pelo gênio Mozart.

Enquanto isso, o logotipo presta uma homenagem à história dos ancestrais chilenos, com três reproduções de um design estilizado, que simboliza a visão de uma terra e o cosmos na civilização Mapuche. O design parece o “kultrun”, um tambor ritual utilizado pelos Mapuches.

A etiqueta exibe o nome de ‘Almaviva’ com o manuscrito original de Beaumarchais. Duas grandes tradições assim unem suas mãos para oferecer ao mundo inteiro uma promessa de excelência e prazer.

Conceito Château


O conceito Château foi introduzido no século XIX na França e era uma forma de honrar a maestria criativa dos viticultores de Bordeaux.

Almaviva foi o primeiro vinho no Chile criado sob este conceito de Château francês, que considera uma terra de exceção, uma adega central única, uma equipe técnica, as três dedicadas exclusivamente à promoção de um vinho, que é o resultado de uma busca incessante pela excelência.